Posts Tagged ‘hipertexto’

Pra quem curte um Tarantola

setembro 28, 2010

AE!!! Nesse curta aqui o Selton Mello e o Seu Jorge fazem a alegria de todos os lesados e disléxicos contando tudo o que se passa na cabecinha do nosso querido Quentin, curte ae:

ps: ele fala dos Lobinhos!! Tsseiii!!

Eleições 2010

setembro 28, 2010

É isso ae, domingo teremos votação, muita boca de urna vai rolar e nunca é tarde demais para aderir a melhor campanha destas eleições: www.sujosuacara.tumblr.com

video produzido por aluno de multimeios

ps: bora agitar isso daqui !! Suaí

ps2: eu estava me referindo ao blog no primeiro ps. Suaí

A História da Água Engarrafada

maio 27, 2010

– Ai que sede, peraí que eu vou comprar uma garrafa d’água.

Quantas vezes vc já ouviu uma frase como esta? Ou quantas vezes vc foi o protagonista de uma frase como esta?

Ééé meus amigos, água vende que nem água mas vc já parou pra pensar nas consequências de comprar uma simples garrafa de água? Não ? Então se liga no video abaixo(click em “cc” e assista com legenda em português):

Veja mais em http://www.storyofstuff.com/

Suaí

Robert Mckee – Story

maio 14, 2010

Salve salve comunidade multimidiática!

Pois é, hoje eu vim aqui pra falar do Robert Mckee, mas quem é esse  você me pergunta ? E eu digo, Robert Mckee é esse tiozinho ai no video abaixo:

Esse foi um trecho do filme Adaptação de 2002 cujo o roteiro foi escrito pelo Charlie Kaufman, que  é um roteirista fodão que fez filmes como Quero ser John Malkovich e Brilho eterno de uma mente sem lembranças, mas agora vamos de volta ao começo pra depois chegar aqui de novo e quem sabe depois ir até alem.

Robert Mckee é um americano de Detroit que iniciou sua carreira aos 9 anos de idade, a principio como ator de teatro. Atuou em mais de 30 produções e simultaneamente estudava escrita criativa. Fez sucesso na Broadway, se tornou diretor de teatro e mais tarde migrou para o cinema. (more…)

É HOJE !!

maio 13, 2010

Acontece no MASP, nesta quinta-feira, 13, o evento de abertura do Vivo arte.mov 2010 – Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis. O encontro, em parceria com o  FutureEverything e o British Council, traz  pela primeira vez o GloNet, uma conferência global que conecta Manchester (Inglaterra), São Paulo (Brasil), Istambul (Turquia), Vancouver (Canadá) e Sendai (Japão) para discutir a relação entre tecnologia e espaço público. (more…)

FESTIVAL DO MINUTO

abril 5, 2010


Bem antes dessa onda de 140 caracteres e do sintético ser “cool”, a IDÉIA de condensar uma IDÉIA em um video de 60 segundos já era muito atraente. O festival do minuto surgiu aqui no Brasil em 1991 e hoje já existem mais de 50 versões internacionais. (more…)

Identidade textual / Quebrando o gelo

abril 5, 2010

Bom, confesso que demorei um pouco pra vir postar aqui e isso aconteceu por dois motivos “maiores”. (more…)

Interatividade Homem X Máquina

março 13, 2010

Será que algum dia poderemos interagir com as máquinas tal qual o fazemos com outros seres humanos? Bem, na verdade, talvez o olhar não deva ser exatamente esse.

Certa vez, uma pergunta assombrosa derrubou o pensamento de nossos antepassados da Antigüidade Clássica, os gregos: se um sapo, ao atravessar um rio, pudesse sempre avançar a metade do caminho que lhe resta para atingir a outra margem, ele, de fato, algum dia conseguiria pisar do outro lado? (more…)

De onde viemos e para onde estamos indo?

março 10, 2010

A busca pela resposta para essa pergunta assombra a consciência humana há muito tempo. Ninguém (e perdoem-me os auto-afirmados), é capaz de responder quem é e para onde vai.

Em alguns casos, quando trombamos com aqueles mais céticos, ouvimos respostas pré elaboradas como: “somos o resultado da união de duas células haplóides”. Ou então, “vamos para debaixo da terra, que importância isso tem?”.

Pois bem, como vimos, certamente há pessoas mais auto afirmadas do que nós, os comunicólogos multimidiáticos. De onde viemos: há especulações, pertinentes e não pertinentes. Para onde vamos? Não tenho idéia, só imagino.

E é nesse ponto que estamos na frente: não temos chão solidificado/estruturado à nossa frente. Então por que não imaginá-lo?